terça-feira, fevereiro 01, 2011

Número 58 - Missão e Compaixão

1 – Atributos de um Missionário

Que qualidades deverão habitar, antes de mais, no coração daquele que decide ser missionário? Compaixão, misericórdia, empatia.

A Missão verdadeira e eficaz será aquela que for feita com compaixão.

Compaixão significa amar até ao sofrimento.

Compadecer significa “padecer com...”

Misericórdia: Miséria – cordia - Sentindo no coração a miséria dos outros.

Empatia: Sentir como se estivesse na situação do sofredor.

Podemos dizer, então, que MISSÃO é sinónimo de compaixão.


2 - A Compaixão do Supremo Missionário

O Salmo 72 é profético. Fala do Messias que havia de vir. Cumpriu-se no Senhor Jesus Cristo.

Deus, que enviou o Seu Filho, é Deus de compaixão (Salmo 86:15).

Todo o ministério do Senhor Jesus , o supremo Missionário, foi movido por íntima compaixão.

Repare nos versículos 11-13, desse mesmo Salmo 86.

Todo o Seu ministério foi movido por compaixão. Vejamos:

- "E, vendo a multidão, teve grande COMPAIXÃO deles..." (Mateus 9:36-38).

- "E, Jesus saindo, viu uma grande multidão, e possuído de intima COMPAIXÃO para com ela, curou os seus enfermos." (Mateus 14:14).

- "E Jesus, chamando os Seus discípulos disse: “Tenho COMPAIXAO da multidão..." (Mateus 15:32).

- " Então Jesus movido de íntima COMPAIXÃO..." (Mateus 20:32-34).

- "E Jesus, movido de grande COMPAIXÃO..." (Marcos 1:40,41).

- "E, vendo-a, o Senhor moveu-se de íntima COMPAIXÃO por ela..." (Lucas 7:12,13).

"E, quando ia chegando, vendo a cidade, CHOROU sobre ela..." (Lucas 19:41).

O Senhor, só não teve compaixão de Si mesmo. Mateus 16:21-23. Chorou pelos outros, mas não aceitou que chorassem por Ele. Lucas 23:26-28.

Foi o SUPREMO Missionário! Viveu para os outros e morreu pelos outros!


3 - Exemplos Bíblicos

S. Paulo – Ele foi um missionário compassivo. Fiel imitador de Jesus, chorou muitas vezes pelos outros, mas não permitiu que chorassem por ele (Actos 21:12-14).

"O que leva a preciosa semente andando e CHORANDO" (pelos outros)... (Salmo 126:5,6)

Jonas – Foi um missionário sem compaixão. Teve compaixão duma planta, que lhe dava certa comodidade e não manifestou compaixão por 120.000 ninivitas (Jonas 4:10,11).


4 - Compaixão para hoje

Ainda nos dias de hoje, ao enviar missionários, a igreja deve fazê-lo movida por compaixão. Essa deve ser a motivação presente em todo o esforço que se faça para alcançar outros com o Amor de Jesus. Deve ser uma compaixão autêntica, presente no íntimo, no interior. Não aparente, não fingida. S. Paulo adverte-nos acerca do amor e fé fingidos (Romanos 12:9; II Coríntios 6:6; II Timóteo 1:4,5.

O que vemos hoje à nossa volta? Que sentimento desperta em nós? Não basta ver necessidades à nossa volta para nos decidirmos a servir os outros. Lembremo-nos de que tanto o sacerdote como o levita viram o mesmo que o samaritano, mas faltou-lhes a compaixão. Viram, mas não agiram (Lucas 10:31-33).

Não basta ver. Há que ter compaixão, pois será por ela que agiremos. "Livra os que estão destinados a morte...se os puderes retirar." (Provérbios 24:11).

Sigamos o exemplo do profeta Jeremias que, inundado por compaixão, ficou conhecido como o profeta das lágrimas.

Que a compaixão de Cristo abunde, cada vez mais, em cada um de nós, Seus servos.


Pr. Miguel Coias

1 comentário:

oficia G3 disse...

oi
acesse
http://artedeviver24x7.blogspot.com