quarta-feira, novembro 01, 2006

Introdução

Foi numa noite fria, no mês de Dezembro de 1952, na cidade de Portimão, que pela primeira vez subi a um púlpito para pregar a Palavra de Deus. Nesse primeiro culto falei acerca de paralítico levado por quatro aos pés do Senhor, no evangelho de Marcos 2:1 - 12 (Sim, porque só Marcos nos diz que foram quatro). Lembro que nesse culto me preocupei muito mais em "salvar" a pregação, do que os ouvintes da mesma! Todos estavam na expectativa de ouvir o novo "pregador", que nem dois anos tinha de salvo!

Passaram-se mais de 50 anos desde então! Trata-se de um longo percurso marcado por muitas horas de preparação de mensagens, partilhadas em diversas localidades portuguesas, em diferentes continentes, de Timor aos Açores, dos Estados Unidos a Macau, ainda em África, e também pela rádio e pela televisão. Em templos modernos, em casas de palapa, ao ar livre, em casas particulares. Estes anos têm representado inúmeras oportunidades de falar do Amor de Deus que Ele me tem concedido na Sua abundante fidelidade!

Hoje, com 76 anos de idade, já não me desloco tão frequentemente mas, como dizia S. Paulo "A Palavra de Deus não está presa." (II Timóteo 2:9) O que tenho para oferecer neste contacto regular por e-mail são Folhas Soltas. Confio no Senhor que se o prezado irmão procurar com atenção descobrirá, entre as folhas, alguns frutos maduros, aromáticos, nutritivos e de agradável paladar. Se assim for, aí residirá a minha alegria e darei por muito bem empregue o tempo que tenho dedicado a este meio de contacto (Salmo 92:13-15; João 15:8).

Estas folhas serão soltas e enviadas sempre que o vento inspirador e a direcção de Deus o permitir. Agradeço ainda a divulgação das "Folhas Soltas" junto de outros irmãos, para quem venha a constituir um material útil de ensino e de reflexão bíblica. Terei muito prazer em adicionar o seu e-mail e passar a enviar-lhes também." Será também um privilégio grande para mim receber notícias suas. Poderá falar-me de fruto que encontrou ou partilhar outros frutos. Fico também disponível para ser suporte e conselho para si, caso necessite.

Muito grato estou ao Senhor pelo que Ele tinha reservado para mim, quando a 29 de Janeiro de 1951, numa pequena aldeia alentejana, me salvou. A esse propósito lembro o que está escrito em ICor.1:26 - 29, Também louvo o Senhor pelo abundante amor fraterno que tenho recebido nestes longos anos, da parte dos meus queridos Irmãos.

BEM HAJAM!

Pr. Miguel Francisco Cóias

3 comentários:

Anónimo disse...

Is there someone who could translate to English?

Rebecca L

Miguel Coias disse...

As of right now, this blog is only available in Portuguese. If there is something in particular you are interested in, please let me know.

Ana Ramalho disse...

Parabéns pela iniciativa do blog.

O justo florescerá como a palmeira,
crescerá como o cedro no Líbano.
Plantados na Casa do Senhor,
florescerão nos átrios do nosso Deus.
Na velhice darão ainda frutos,
serão cheios de seiva e de verdor,
para anunciar que o Senhor é reto.
Ele é a minha rocha, e nele não há injustiça.
Salmo 92:12 a 15

Deus o continue a abençoar e usar!